BBB19: os novos participantes

time periférico militante versus padrões héteros de academia.

Alan, 26 anos, administrador e empresário, natural de Criciúma, Santa Catarina. Boatos que é minion, se diz “tranquilo” e não tem biscoito aqui.

alan-valendo

 Carolina, 33 anos, publicitária e empresária, baiana de Salvador. É pró-LBGT+ e anti-minion. Já chegou aclamada e com minha torcida!

carolina

Danrley, 19 anos,estudante de Biologia e vendedor de picolé, carioca. Tem namorada e talvez seja carismático na casa, além de bebezinho.

danrley

Diego, 30 anos, empresário e criador de cavalos, natural de Rio Negrinho, em Santa Catarina. É o próprio meme padrão malhado que ouve Britney Spears, que diz ser “seu simbolo sexy”.

diego

Elana, 25 anos, engenheira agrônoma, moradora de Bom Jesus no Piauí. Decepcionando nosso país Nordeste, apertou o dedão no 17 nas urnas.

elana-

Fábio, 27 anos, profissional de Educação Física e atleta de MMA, gaúcho de Porto Alegre. Tem a dança como hobbie e tentou até entrar pro time de dançarinos da Shakira quando ela esteve no Brasil. Os viados do twitter encontrou tuites em que Fábio mencionava RBD e Camilla Cabelo como suas paixões. É contra o Bozonaro, então já temos pra quem jogar biscoito.

fabio

Gabriela, designer gráfica e percussionista, 32 anos, natural de Ribeirão Preto, São Paulo. É apaixonada pela Beyoncé e já teve namorada. Está na casa para representar toda a Beylaje!

gabriela

Gustavo, 37 anos, médico oftalmologista, natural de São Paulo. Ama futebol, Carnaval e Chiclete com Banana. Hétero azarador topzeira da casa e é isto.

gustavo

Hana, 22 anos, bacharel em Cinema e youtuber, carioca da Barra da Tijuca. Hana também é ativista e faz vídeos sobre aborto, veganismo e politica. Tem cara de barraqueira e se define “natural”. Ou vamos amar muito ou odiar muito.

hana

Hariany, 21 anos, estudante de Design de Moda, natural de Senador Canedo, Goiás. Mãe de uma menina, diz que já ficou com 3 cantores sertanejos famosos. Deus queira que não seja uma Emilly 2.0 na casa, porém tudo aponta que sim. Credo!

hariany

Isabella, 24 anos, estudante de Medicina, moradora de Natal, Rio Grande do Norte. Miss Natal, já morou na Itália, branca privilegiada. Sonha em conhecer a África do Sul e fazer sáfari. Se ela está aqui é porque ela mereceu, pois o PT destruiu a vida dela.

isabella

Maycon, 27 anos, barman e vendedor de queijos, mineiro de Piumhi. Sonha em ser cantor de sertanejo. Pode fazer fotossíntese na casa, ou pior, ser o novo Kaysar.

maycon

Paula, 28 anos, bacharel em Direito, mineira de Lagoa Santa. Tem uma porca de estimação chamada Felippa. Deve tentar repescagem na Fazenda da Record em 2022.

paula

Rízia, 24 anos, jornalista, alagoana de São Miguel dos Campos. Entrou na colação de grau ao som de Formation da cantora Beyoncé, e diz que ama Rihanna e acha Jessie J uma rainha injustiçada no cenário pop. Rízia rainha sensata, já mora no meu coração. Amo!

rizia-valendo

Rodrigo, 40 anos, cientista social especializado em direitos humanos, dramaturgo e carioca. É militante da esquerda, artista plástico e ensinou a vó a ler. Não vê problemas em mandar nude pois se diz “adepto do naturismo”, AAAAAAAAAAA EU VIREI PRA ATRÁS E GRITEI ARTISTA CULTURAL

rodrigo

 

a estréia de SUPER DRAGS na Netflix |🌈

A animação nasceu de uma conversa despretensiosa entre os criadores, Fernando Mendonça e Anderson Mahanski, enquanto aguardavam o metrô numa sexta-feira após o trabalho no Combo Estúdio, há mais de dois anos.

'Super Drags' estreia na Netflix — Foto: Divulgação/Netflix
‘Super Drags’ estreia na Netflix — Foto: Divulgação/Netflix

A ideia era mostrar as diferentes vozes que existem na cena gay. Na segunda-feira seguinte, eles já tinham o conceito do desenho quase pronto na mesa do produtor-executivo Marcelo Pereira.

Com vozes de drags como Pabllo Vittar e Silvetty Montilla, a animação conta, em cinco episódios, a história de três heroínas. Safira é o coração, Lemon é o cérebro, e Scarlet é a força.

Suas personalidades buscam mostrar diferentes aspectos da comunidade. Enquanto Lemon é a mais vivida que ajuda a família no fim do mês e sensualiza assim que coloca peruca, Safira ainda não saiu do armário por causa do pai.

'Super Drags' estreia na Netflix — Foto: Divulgação/Netflix
‘Super Drags’ estreia na Netflix — Foto: Divulgação/Netflix

O humor ácido que busca testar limites, pensado para o público LGBT, “Super Drags” não poderia ser pensado para crianças. Tanto que recebeu classificação indicativa para 16 anos.

Fonte: https://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2018/11/09/super-drags-desenho-para-adultos-sobre-drag-queens-super-heroinas-estreia-apos-criticas.ghtml

Trailer/Teaser

COMENTÁRIO CRÍTICO | ADORO CINEMA

Criada por Anderson MahanskiFernando Mendonça e Paulo Lescaut, a trama acompanha as aventuras de Donizete, Patrick e Ralph, que se transformam em Scarlet Carmesin, Lemon Chifon e Safira Cyan — poderosas drag queens que protegem a comunidade LGBT com muito humor. Desde o piloto, já dá para perceber que essas protagonistas estão longe de serem modelos exemplares de heroínas. Estamos diante de personagens cercadas por situações politicamente incorretas, imagens explícitas e piadas sexuais.

Logo, é burrice pensar que tal atração foi destinada para o público infantil. Super Dragssurge para se comunicar com o povo da internet, fazendo várias referências com a cultura LGBT, brincando com elementos da sociedade brasileira e espalhando representatividade através da zoeira. Como esperado, a série começa bem introdutória e com um humor quase bobo, até que, aos poucos, traz umas críticas bem bacanas sobre homofobia, mídia e os padrões estéticos da sociedade. Por ter apenas cinco episódios, não aprofunda muito nessas questões, mas já passa sua mensagem (e não se torna cansativa!). Um dos grandes arcos da animação envolve um grupo religioso extremista promovendo a “cura gay”. Vai causar polêmica. Vai incomodar muita gente. Mas é hilário.

O lado técnico do show também traz alguns detalhes bem interessantes. Um dos acertos é ver como os looks (e poderes) das protagonistas combinam com suas personalidades. Além disso, certas escolhas demonstram como se trata de uma inusitada paródia de outros desenhos famosos. Fãs vão perceber inspirações visuais em As Meninas SuperpoderosasSailor MoonTrês Espiãs Demais e até Power Rangers — só que com uma temática nada infantil, é claro. A ideia é simplesmente aproveitar o formato animado para criar cenas bem insanas e piadas para adultos. Não há nada errado com isso.

Por sua vez, o roteiro afiado cai como uma luva para os dubladores. Os três protagonistas fazem ótimas performances, mas o destaque fica com Fernando Mendonça (também criador e diretor da obra), bem confortável dando voz hilária para Scarlet, que certamente vai se tornar meme. Pabllo Vittar consegue se dar bem como a cantora Goldiva, enquanto Silvetty Montilla brilha e diverte no papel de Vedete Champagne.

Resumindo, Super Drags é uma boa pedida para você que deseja distrair a mente ou simplesmente rir com os amigos. É close certo!

Fonte Adoro Cinema

 

[NOTÍCIAS] a internacionalização do eleitorado do novo presidente da república brasileira

(AFP)

EUROPA

THE GUARDIAN, Inglaterra

Jair Bolsonaro declarado o próximo presidente do Brasil. Um populista de extrema-direita, admirador de ditadores, pró-arma e pró-tortura foi eleito o próximo presidente do Brasil depois de uma eleição cheia de drama e profundamente divisora que parece destinada a reforjar radicalmente o futuro da quarta maior democracia do mundo. Ele construiu sua campanha em torno de promessas de acabar com a corrupção, o crime e uma suposta ameaça comunista. Brasileiros desiludidos trocam a política da esperança pela política da raiva e do desespero

https://www.theguardian.com/world/2018/oct/28/jair-bolsonaro-wins-brazil-presidential-election

https://www.theguardian.com/world/2018/oct/29/brazil-jair-bolsonaro-presidential-election

THE GUARDIAN, Inglaterra

Jair Bolsonaro em suas próprias palavras

https://www.theguardian.com/world/2018/sep/06/jair-bolsonaro-brazil-tropical-trump-who-hankers-for-days-of-dictatorship

LE MONDE, França

Bolsonaro ou a vingança do “brasileiro médio”. Um parlamentar desprezado por seus colegas, famoso por sua indignação e vulgaridade, o ex-presidente militar eleito no domingo se beneficiou da mudança do eleitorado para o voto de protesto. O Brasil vira à extrema direita.

https://www.lemonde.fr/ameriques/article/2018/10/29/election-au-bresil-bolsonaro-ou-la-revanche-du-bresilien-moyen_5375973_3222.html

https://www.lemonde.fr/ameriques/article/2018/10/29/jair-bolsonaro-elu-president-le-bresil-prend-le-virage-de-l-extreme-droite_5375879_3222.html

L’HUMANITÉ, França

O Brasil vai para as sombras: o ultradireitista Bolsonaro é eleito presidente.

https://www.humanite.fr/le-bresil-sombre-lextreme-droite-bolsonaro-elu-president-662861

L’HUMANITÉ, França

Bolsonaro é visto como o cavalo branco que vai salvar o país da corrupção

https://www.humanite.fr/bolsonaro-est-vu-comme-le-chevalier-blanc-qui-va-sauver-le-pays-de-la-corruption-662590

LES ECHOS, França

O Brasil vai para a extrema direita. Jair Bolsonaro é eleito presidente.

https://www.lesechos.fr/monde/ameriques/0600051284398-le-bresil-bascule-a-lextreme-droite-bolsonaro-elu-president-2217438.php

TRIBUNE DE GENÈVE, Suíça

Brasil vai mudar modelo econômico. Paulo Guedes, anunciado como o futuro ministro das Finanças, prometeu um grande programa de privatização e mais controle sobre os gastos públicos.

https://www.tdg.ch/monde/Le-Bresil-va-changer-de-modele-economique/story/19756236

LE NOUVEL OBSERVATEUR, França

A autópsia de um desastre. Lula está na prisão, o Partido dos Trabalhadores é odiado e os brasileiros acabam de eleger, neste domingo, um líder de extrema direita, Jair Bolsonaro, no comando do país. Como chegamos aqui?

https://www.nouvelobs.com/monde/20181026.OBS4553/bresil-autopsie-d-un-desastre.html

LE FIGARO, França

Bolsonaro promete liberalizar a economia com seu assessor econômico, discípulo do ultraliberalismo da Escola de Chicago.

http://www.lefigaro.fr/international/2018/10/29/01003-20181029ARTFIG00008-bresil-le-nouveau-president-bolsonaro-promet-de-liberer-l-economie.php

LE FIGARO, França

Um giro pelo mundo nos países afetados pela onda de populismo. Das Filipinas para os Estados Unidos, via Brasil, onde Jair Bolsonaro foi eleito presidente no domingo, líderes polêmicos, prometendo derrubar o “sistema”, estão abalando a vida política de seus países.

http://www.lefigaro.fr/international/2018/10/27/01003-20181027ARTFIG00028-tour-du-monde-des-pays-atteints-par-le-populisme.php

EL PAÍS, Espanha

O ultradireitista Bolsonaro vence as eleições e será presidente do Brasil. O exmilitar obtém 55% dos votos com 99% contados enquanto o progressista Haddad (do PT) obtém 44%. É a eleição mais polarizada, tensa e violenta em décadas.

https://elpais.com/internacional/2018/10/28/america/1540749476_160477.html

EL PAÍS, Espanha

As propostas de Bolsonaro em segurança, meio ambiente, economia e educação. A extrema-direita propõe uma mão dura contra os criminosos e medidas amigáveis aos mercados.

https://elpais.com/internacional/2018/10/28/america/1540762334_768212.html

EL PAÍS, Espanha

Partido dos Trabalhadores: o colapso de um titã. O PT enfrenta uma árdua tarefa de reconstrução após o encarceramento de Lula e a derrota eleitoral.

https://elpais.com/internacional/2018/10/28/america/1540765638_445060.html

EL DIÁRIO, Espanha

O ultradireitista Bolsonaro ganha as eleições no Brasil.

https://www.eldiario.es/internacional/ultraderecha-Bolsonaro-elecciones-Brasil-escrutinio_0_829767459.html

EL MUNDO, Espanha

A extrema direita brasileira desperta os fantasmas da ditadura militar

https://www.elmundo.es/internacional/2018/10/29/5bce16f722601d98408b45dc.html

ABC, Espanha

Bolsonaro: uma agenda do governo cheia de contradições. O próximo presidente brasileiro tem se confundido na campanha para ganhar votos muito diferentes e se juntar à rejeição do PT.

https://www.abc.es/internacional/abci-bolsonaro-agenda-gobierno-llena-contradicciones-201810281245_noticia.html

LA REPUBBLICA, Itália

Bolsonaro é o novo presidente. Salvini elogia e pede a extradição de Battisti.

https://www.repubblica.it/esteri/2018/10/28/news/brasile_exit_poll_bolsonaro_al_56_haddad_al_44_-210262492/

RFI, França

Voto dos evangélicos, ódio ao PT e violência: imprensa internacional analisa vitória de Bolsonaro. O presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, está na capa dos principais jornais do mundo, que destacam sobre os riscos da chegada da extrema-direita ao poder.

http://m.br.rfi.fr/brasil/20181029-brasil-vira-extrema-direita-e-imprensa-internacional-questiona-e-agora

RFI, França

Presidente do STF diz que Bolsonaro e Mourão devem fidelidade à Constituição. Assim que justiça oficializou o resultado das urna, o presidente do Supremo Tribunal Federal falou dos desafios políticos que o Brasil tem pela frente, a começar pela unificação do país: ”É preciso respeitar aqueles que não lograram êxito nessas eleições, bem como a oposição que se forma. É preciso moderação dos dois lados. O país precisa de união. Não pode haver ódio”, afirmou Dias Toffoli.

http://m.br.rfi.fr/brasil/20181029-presidente-do-stf-diz-que-bolsonaro-e-mourao-devem-fidelidade-constituicao

ESQUERDA.NET, Portugal

O candidato de extrema-direita Bolsonaro venceu as eleições no Brasil com 55,15% dos votos contra os 44,87% de Haddad. Os 57.796.972 de votos em Bolsonaro põem a democracia no país em risco e são um grande sinal de alerta.

https://www.esquerda.net/artigo/bolsonaro-vence-eleicoes/57710

SPUTNIK NEWS, Rússia

Eleição de Bolsonaro trará enfrentamentos sociais, diz cientista político. Jair Messias Bolsonaro, do PSL, foi eleito presidente da República neste domingo (28) ao derrotar em segundo turno o petista Fernando Haddad.

https://br.sputniknews.com/noticias-eleicoes-2018-brasil/2018102812544480-jair-bolsonaro-enfrentamentos-sociais-cientista-politico-eleicoes2018-/

PÚBLICO, Portugal

Com Bolsonaro, o risco não é de golpe, é de erosão da democracia. A eleição de um Presidente de extrema-direita não é o primeiro sinal de degradação democrática no maior país da América do Sul. Mas pode levar a uma grande aceleração negativa.

https://www.publico.pt/2018/10/29/mundo/noticia/bolsonaro-risco-nao-golpe-erosao-democracia-1849184

DIÁRIO DE NOTÍCIAS, Portugal

Bolsonaro é o novo presidente do Brasil: à direita e mais à direita volver. Bolsonaro vence Haddad por 10 pontos percentuais, é confirmado 38.º presidente do país e promete interromper “o flirt com o comunismo e o socialismo”, além de respeitar a Bíblia, a Constituição e a propriedade privada

https://www.dn.pt/edicao-do-dia/29-out-2018/interior/brasil-a-direita-volver-10100674.html

THE ECONOMIST, Inglaterra

Como conter Bolsonaro. Um presidente com instintos autoritários deve ser desafiado por uma oposição democrática unida.

https://www.economist.com/leaders/2018/10/27/containing-jair-bolsonaro

AMÉRICA DO NORTE

MONTREAL GAZETTE, Canadá

Jair Bolsonaro, congressista de direita, vence presidência do Brasil apesar de favorecer a ditadura antiga. Sua vitória refletiu a raiva generalizada contra a classe política após anos de corrupção, uma economia que tem lutado para se recuperar após uma recessão severa e um surto de violência.

https://montrealgazette.com/news/world/right-wing-congressman-jair-bolsonaro-wins-brazilian-presidency-despite-favouring-old-dictatorship/wcm/6b1f1db7-dd04-4df5-b4eb-1498003d086a

THE NEW YORK TIMES, EUA

Jair Bolsonaro, populista de extrema direita, eleito presidente do Brasil.

https://www.nytimes.com/2018/10/28/world/americas/jair-bolsonaro-brazil-election.html?action=click&contentCollection=world&region=rank&module=package&version=highlights&contentPlacement=2&pgtype=sectionfront

THE NEW YORK TIMES, EUA

O novo presidente polemizador do Brasil, Jair Bolsonaro, em suas próprias palavras.

https://www.nytimes.com/2018/10/28/world/americas/brazil-president-jair-bolsonaro-quotes.html?rref=collection%2Fsectioncollection%2Famericas&action=click&contentCollection=americas&region=stream&module=stream_unit&version=latest&contentPlacement=3&pgtype=sectionfront

THE WASHINGTON POST, EUA

Bolsonaro vence as eleições presidenciais no Brasil.

https://www.washingtonpost.com/world/the_americas/brazilians-go-the-polls-with-far-right-jair-bolsonaro-as-front-runner/2018/10/28/880dd53c-d6dd-11e8-8384-bcc5492fef49_story.html?utm_term=.9acd4dd0aab4

LOS ANGELES TIMES, EUA

O populista de extrema direita Jair Bolsonaro vence as eleições no Brasil.

http://www.latimes.com/world/la-fg-brazil-election-20181028-story.html

THE GLOBE AND MAIL, Canadá

Deputado de extrema direita Bolsonaro vence as eleições presidenciais no Brasil

https://www.theglobeandmail.com/world/article-brazilians-voting-for-new-president-yearn-for-change-but-some-see/

THE INTERCEPT, EUA

Bolsonaro eleito presidente do Brasil. Liam suas posições extremistas pelas suas próprias palavras.

https://theintercept.com/2018/10/28/jair-bolsonaro-elected-president-brazil/

AMÉRICA LATINA

PÁGINA 12, Argentina

A tristeza não é só brasileira. O ultradireitista Jair Bolsonaro foi o primeiro presidente brasileiro eleito sem o voto da população mais pobre, mas também venceu: 55% contra Fernando Haddad, o candidato de Lula. Como se no meio da Guerra Fria, ele prometesse combater “o comunismo, o socialismo e o populismo”.

https://www.pagina12.com.ar/151755-la-tristeza-no-es-solo-brasilera

PÁGINA 12, Argentina

O país que sobra ou o que resta do país. Pela primeira vez um presidente venceu sem o voto dos mais pobres ou destituídos. O país que permanece ou o que resta do país. Os eleitores, e sobretudo os eleitores, que ganham menos de dois salários mínimos, não votaram em Bolsonaro, apesar do mergulho nas sombras de 55%: a bancada militar e policial supera qualquer outra.

https://www.pagina12.com.ar/151751-el-pais-que-queda-o-lo-que-queda-del-pais

EL ESPECTADOR, Colômbia

Brasil virou à direita e elegeu Bolsonaro como presidente.

https://www.elespectador.com/noticias/el-mundo/brasil-giro-la-derecha-y-eligio-bolsonaro-como-presidente-articulo-820692

EL ESPECTADOR, Colômbia

Brasileiros elegem presidente movido por rejeição. O que as pesquisas indicaram durante as eleições é que os candidatos geram muita antipatia. O que eles não querem? Em poucas horas, o novo presidente será conhecido e tudo parece indicar que haverá uma virada à direita.

https://www.elespectador.com/noticias/el-mundo/el-rechazo-lo-que-mueve-el-voto-en-brasil-articulo-816165

EL TELÉGRAFO, Equador

Bolsonaro, o fervoroso defensor da ditadura vence eleições no Brasil

https://www.eltelegrafo.com.ec/noticias/mundo/8/bolsonaro-ferviente-defensor-dictadura-gana-elecciones-en-brasil

EL MERCÚRIO, Chile

Jair Bolsonaro, o polêmico ultra-nacionalista eleito presidente do Brasil, foi promovido a salvador de um país corrompido pela violência, pela corrupção e pela crise econômica. A maioria acreditou nele e o escolheu, embora muitos temam a chegada ao poder de um presidente racista, homofóbico e nostálgico da ditadura.

https://www.emol.com/noticias/Internacional/2018/10/28/925557/Jair-Bolsonaro-el-polemico-ultranacionalista-que-sera-el-proximo-presidente-de-Brasil.html

LA JORNADA, México

Trump convoca Bolsonaro para trabalharem juntos na América Latina.

http://www.jornada.com.mx/ultimas/2018/10/28/trump-llama-a-bolsonoro-a-trabajar-lado-a-lado-por-al-3947.html

LA JORNADA, México

Direita da América Latina parabeniza Bolsonaro; Venezuela pede respeito.

http://www.jornada.com.mx/ultimas/2018/10/28/la-derecha-de-al-felicita-a-bolsonaro-venezuela-le-pide-respeto-6346.html

LA JORNADA, México

Bolsonaro oferece mão dura e erradicar o “extremismo de esquerda”

http://www.jornada.com.mx/ultimas/2018/10/28/bolsonaro-promete-cambiar-el-destino-de-brasil-2491.html

EL PAÍS, Uruguai

No Mercosul só Uruguai não parabenizou Bolsonaro ontem. Pelo menos em público não houve saudação; sim, Macri, Piñera e Abdo Benítez falaram.

https://www.elpais.com.uy/informacion/politica/mercosur-uruguay-felicito-ayer-bolsonaro.html

2 – ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eric Nepomuceno (Página 12, Argentina)

“Adeus, meu país, adeus!”

https://www.pagina12.com.ar/151757-adios-mi-pais-adios

Martin Granovsky  (Página 12, Argentina)

“É uma cagada, cara.”

https://www.pagina12.com.ar/151756-es-una-cagada-viejo

Mercedes López San Miguel (Página 12, Argentina)

“Tempos de censura para a imprensa”

https://www.pagina12.com.ar/151752-tiempos-de-censura-para-la-prensa

Olivier Campagnon, entrevista (L’Humanité, França)

https://www.humanite.fr/bolsonaro-allie-neoliberalisme-outrancier-et-conservatisme-societal-662778

Lamia Oulalou (L’Humanité, França)

“Os evangélicos conduziram a ideologia para a direita”

https://www.humanite.fr/lamia-oualalou-les-evangeliques-ont-pousse-les-ideologies-vers-la-droite-662634

Maud Chirio (L’Humanité, França)

“Jair Bolsonaro é um fenômeno fascista”

https://www.humanite.fr/maud-chirio-jair-bolsonaro-est-un-phenomene-fasciste-661731

Thiery Ogier (Les Echos, França)

“O irresistível crescimento das igrejas evangélicas”

https://www.lesechos.fr/monde/ameriques/0600050346808-bresil-lirresistible-croissance-des-eglises-evangeliques-2217240.php

Samuel Candler Dobbs (RFI, França)

“Bolsonaro representa uma continuidade do que está acontecendo hoje no Brasil”

http://m.br.rfi.fr/brasil/20181029-bolsonaro-representa-uma-continuidade-do-que-esta-acontecendo-hoje-no-brasil-diz-his

Jorge Almeida Fernandes (Público, Portugal)

“A breve lua de mel de Bolsonaro”

https://www.publico.pt/2018/10/29/mundo/comentario/breve-luademel-bolsonaro-1849213

Manuel Carvalho (Público, Portugal)

“Um dia negro para a democracia”

https://www.publico.pt/2018/10/28/mundo/editorial/dia-negro-democracia-1849212

Stephanie Nolen (The Globe and Mail, Canadá)

“Um adeus ao Brasil, país de sonhos quebrados.”

https://www.theglobeandmail.com/opinion/article-a-farewell-to-brazil-country-of-broken-dreams/

MAIS MATÉRIAS

https://www.theguardian.com/world/2018/oct/29/bolsonarianos-take-to-the-streets-in-awe-of-new-law-and-order

https://www.lemonde.fr/ameriques/article/2018/10/29/election-au-bresil-l-opposition-en-miettes_5375976_3222.html

https://www.lemonde.fr/ameriques/portfolio/2018/10/29/election-au-bresil-les-bolsonarianos-laissent-eclater-leur-joie_5375920_3222.html

https://www.lesechos.fr/monde/ameriques/0600053240901-elu-bolsonaro-promet-de-respecter-la-constitution-2217460.php

https://www.tdg.ch/monde/Bolsonaro-veut-changer-le-destin-du-Bresil/story/12509792

https://www.nouvelobs.com/monde/20181029.OBS4592/bolsonaro-elu-president-le-bresil-bascule-a-l-extreme-droite.html

http://www.lefigaro.fr/conjoncture/2018/09/17/20002-20180917ARTFIG00316-bresil-les-defis-cruciaux-du-futur-president.php

https://elpais.com/internacional/2018/10/29/america/1540768337_254056.html

https://elpais.com/internacional/2018/10/28/america/1540763314_762438.html

https://www.lavanguardia.com/internacional/20181028/452583006784/brasil-elecciones-bolsonaro-ultraderecha-pronosticos.html

https://www.lavanguardia.com/internacional/20181029/452615064968/jair-bolsonaro-elecciones-brasil-video-seo-lv.html

https://www.elmundo.es/internacional/2018/10/28/5bd5dec8ca474126698b457c.html

https://www.abc.es/internacional/abci-jair-bolsonaro-gana-elecciones-55–por-ciento-y-gobernara-brasil-hasta-2022-201810282337_noticia.html

https://www.elconfidencial.com/mundo/2018-10-28/bolsonaro-se-impone-en-elecciones-brasil_1637252/

https://www.telegraph.co.uk/news/2018/10/28/brazils-right-wing-candidate-jair-bolsonaro-sweeps-election/

https://www.repubblica.it/esteri/2018/10/28/news/elezioni_brasile-210197882/

https://www.corriere.it/esteri/18_ottobre_27/brasile-va-ballottaggio-bolsonaro-destra-assaporano-gia-vittoria-713d2eb0-da08-11e8-81e3-2cc49421c289.shtml

http://m.br.rfi.fr/brasil/20181029-rio-de-janeiro-reduto-de-bolsonaro-vive-noite-de-festa-apos-resultado-da-eleicao-0

https://pt.euronews.com/2018/10/29/eleicoes2018-jair-bolsonaro-e-o-38-presidente-do-brasil

https://br.sputniknews.com/eleicoes-2018-brasil/2018102812527473-eleicoes-2018-bolsonaro-presidente/

https://www.dn.pt/mundo/interior/brasil-dividido-elege-novo-presidente-10099057.html

https://www.publico.pt/2018/10/29/mundo/noticia/converter-bolsonaro-guru-mercados-convencer-brasil-1849132

https://www.liberation.fr/planete/2018/10/29/vous-valez-mieux-que-bolsonaro-un-soir-d-election-sous-tension-au-bresil_1688510

https://www.lejdd.fr/International/Ameriques/bresil-jair-bolsonaro-le-candidat-qui-menace-la-planete-3787817

https://www.ilfattoquotidiano.it/2018/10/29/brasile-jair-bolsonaro-e-il-nuovo-presidente-lex-capitano-dellesercito-trionfa-con-il-552/4726746/

http://www.eldesconcierto.cl/2018/10/28/la-ultraderecha-se-impone-en-sudamerica-con-57-millones-de-votos-bolsonaro-llega-al-poder-en-brasil/

https://www.pagina12.com.ar/151747-el-comienzo-de-una-hermosa-amistad

https://www.pagina12.com.ar/151750-manuela-savia-nueva-para-la-politica

https://www.pagina12.com.ar/151753-el-fenomeno-movilizador

https://www.pagina12.com.ar/151695-el-sinodo-no-habla-de-la-comunidad-lgbt

https://www.pagina12.com.ar/151749-la-leccion-de-brasil-fascismo-y-voto-electronico

https://www.pagina12.com.ar/151688-tendremos-una-tarea-enorme-en-el-pais-como-oposicion

https://www.elespectador.com/noticias/el-mundo/asi-es-bolsonaro-el-donald-trump-tropical-articulo-806299

https://www.elespectador.com/noticias/el-mundo/colombia-felicita-bolsonaro-por-su-victoria-como-presidente-de-brasil-articulo-820707

https://www.emol.com/noticias/Internacional/2018/10/28/925549/Bolsonaro-se-compromete-a-cambiar-juntos-el-destino-de-Brasil-tras-ser-electo-Presidente.html

http://www.jornada.com.mx/ultimas/2018/10/28/brasil-primeros-resultados-dan-victoria-a-bolsonaro-con-56-7818.html

https://www.telesurtv.net/news/elecciones-presidenciales-brasil-resultados-segunda-vuelta-20181028-0030.html

http://www.ultimasnoticias.com.ve/noticias/internacionales/america/con-mas-de-55-millones-de-votos-bolsonaro-gana-eleccion-en-brasil/

https://www.elpais.com.uy/mundo/brasil-jugo-bolsonaro.html

https://www.elpais.com.uy/mundo/desafios-economicos-gobierno-bolsonaro.html

https://www.elpais.com.uy/mundo/presidente-llega-aplicar-mano-dura-brasil.html

https://www.nytimes.com/2018/10/29/world/americas/jair-bolsonaro-brazil-profile.html?rref=collection%2Fsectioncollection%2Famericas&action=click&contentCollection=americas&region=stream&module=stream_unit&version=latest&contentPlacement=1&pgtype=sectionfront

https://www.washingtonpost.com/world/the_americas/more-than-fear-brazils-lgbt-community-dreads-looming-bolsonaro-presidency/2018/10/26/c9e7ac26-d890-11e8-a10f-b51546b10756_story.html?utm_term=.a0284c1606d9

https://www.truthdig.com/articles/brazil-elects-far-right-bolsonaro-to-presidency/

https://torontosun.com/news/world/brazil-elects-far-right-congressman-jair-bolsonaro-to-presidency/wcm/9ae43ca6-1124-453d-ad35-8fb63ce0ac05

https://www.bostonglobe.com/news/world/2018/10/28/brazilians-elect-far-right-populist-president/yhmFucldkubuhqcazOBD0K/story.html

Fonte: Carta Maior

TRANSEXUAIS são assassinadas sob gritos de “Bolsonaro presidente” | RESISTÊNCIA!✊

O Coletivo Arouchianos realizou ato em memória de Priscila e Laysa (Coletivo Arouchianos)

Créditos da foto: O Coletivo Arouchianos realizou ato em memória de Priscila e Laysa (Coletivo Arouchianos)

Nestas eleições, três transexuais já foram assassinadas a facadas por eleitores e apoiadores de Jair Bolsonaro. A primeira delas foi Priscila, morta no Largo do Arouche, centro de São Paulo, na madrugada de 16 de outubro. Em entrevista cedida à Ponte Jornalismo, uma testemunha, que preferiu não se identificar, declarou que ouviu gritos em apoio ao candidato do PSL na hora do crime.

“Eu abri a janela e consegui ver que tinha umas quatro ou cinco pessoas discutindo na frente do bar. Estavam gritando, chamando de prostituta, vagabunda, agressões verbais que não lembro. E ouvi, sim, o nome de Bolsonaro nessa hora, de ‘Bolsonaro presidente’, essas coisas”, relatou a fonte. “No meio da briga, ouvi ‘com Bolsonaro presidente, a caça aos ‘veados’ vai ser legalizada’”, disse outra testemunha. A travesti foi levada até a Santa Casa de Misericórdia, no centro da cidade, mas não resistiu.

Dois dias depois, Laysa Fortuna, mulher transexual de 25 anos, foi esfaqueada na região do tórax, na noite de 18 de outubro, em Aracaju (SE). Os que estavam próximos no momento afirmam que o agressor dizia que, se Bolsonaro fosse eleito presidente, todas as pessoas trans e travestis seriam mortas.

O ferimento de Laysa provocou hemorragia, o que a levou a ter uma parada cardíaca no dia seguinte. Apesar dos esforços da equipe médica do Hospital de Urgência Sergipe (Huse), não foi possível reanimá-la.  O agressor, identificado como Alex da Silva Cardoso, chegou a ser detido, mas posteriormente foi liberado.

A ocorrência foi tipificada como lesão corporal leve, porém, após a denúncia de ativistas LGBTs que procuraram o Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), a prisão de Alex foi decretada e qualificada como homicídio. Ele está foragido.

Com requintes ainda maiores de crueldade, no dia 21 de outubro, a travesti Kharoline foi assassinada em Santo André, na região metropolitana de São Paulo. Ela foi ferida com facadas na região da virilha por um grupo de homens. De acordo com o coletivo LGBT Arouchianos, que organizava um ato em memória de Laysa e Priscila no momento em que Kharoline foi assassinada, também há relatos de que os criminosos exaltaram a figura de Bolsonaro.

Segundo Helcio Beuclair, coordenador político do Coletivo Arouchianos, há uma grande articulação dos ativistas LGBTs para cobrar uma investigação severa dos casos.

“Depois que o candidato Jair Bolsonaro ganhou uma projeção nacional no segundo turno, os discursos dele chancelam mais expressões de ódio e ataques baseados no ódio contra a população LGBT. Assim como o racismo, como foi o caso de Moa de Katendê, assinado em Salvador. Quando ele fala que vai combater a ideologia de gênero não é o gênero dele, o masculino, e nem o da mulher dele, o feminino, vai combater aquilo que ele vê como aberração, nas palavras dele inclusive, que são as pessoas trans”, diz Beuclair.

Para Keila Simpson, presidenta da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), a candidatura de Bolsonaro é forjada em um discurso de ódio e de ataque, mas não propõe nada. Apesar do receio com a possibilidade de sua eleição, ela declara que as LGBTs não têm medo e continuarão resistindo.

“Mesmo que ele nunca tivesse falado qualquer coisa que refletisse negativamente na população trans, já seria uma ameaça porque é uma candidatura que não tem plano de governo, é uma candidatura que não abre diálogo. É uma candidatura que se forjou com fake news e com o discurso pautado em uma mídia que nunca faz uma cobertura imparcial”, critica Simpson.

“Essas pessoas que estão violentando, matando, esfaqueando, machucando as pessoas, estão alimentados por esse discurso que o candidato tem e teve durante toda sua carreira política de 27 anos sem fazer absolutamente nenhum projeto interessante. Isso resulta exatamente na naturalização da violência que vemos no Brasil polarizado”.

A presidenta da Antra destaca que a população trans está à margem da sociedade e não possuem leis que garantam seus direitos. Para ela, os assassinos de pessoas trans cometem o crime pela garantia da inimputabilidade e pela falta de investigação, não tratada como prioridade pelo Poder Público.

Violência cotidiana

Levantamento feito pela Antra revelou que 179 pessoas trans foram assassinadas no Brasil em 2017, o que, de acordo com a organização, coloca o Brasil na liderança no ranking mundial de assassinatos de travestis e transexuais.

As estatísticas de 2018 são ainda piores. Somente no primeiro semestre, houve 86 assassinatos,  que envolveram, em sua maioria, vítimas do gênero feminino, negras e prostitutas em condição de vulnerabilidade. Houve ainda 29 tentativas de assassinato, 7 casos de suicídio noticiados pela mídia e 33 casos de violações dos direitos humanos.

Erika Hilton, travesti eleita para a Assembleia Legislativa de São Paulo, ressalta que a estrutura transfóbica da sociedade precede a ascensão política de Bolsonaro, já que mulheres trans, principalmente, são agredidas todos os dias no país, independente da figura do candidato do PSL em destaque.

No entanto, para a deputada estadual, é inegável que Bolsonaro impulsiona ainda mais os episódios de violência.

“Agora eles encontraram um líder, um ‘Deus’ para seguir. Agora eles matam em nome de alguém. Tem uma motivação porque o pensamento transfóbico está legitimado pelo Estado e esse é o grande problema. Nosso medo também é pela legitimidade que o Estado dará à sociedade de matar, de estuprar, de violentar e de agredir esses corpos”

A reportagem solicitou posicionamento do Ministério Público de São Paulo sobre o assassinato de Priscila e Kharoline, mas ainda não obteve resposta.

Edição: Diego Sartorato

*Publicado originalmente no Brasil de Fato

 

Aretuza Lovi – Movimento ft. Iza

A drag queen Aretuza Lovi lança parceria com a cantora pop brasileira Iza, em nova música, Movimento.

A faixa faz parte do álbum lançado pela drag no dia 13 desse mês, “Mercadinho”.

Em nota enviada para a impressa Aretuza explica um pouco sobre o clipe:

“O clipe é especial para mim por vários motivos. Estou dividindo essa canção e esse sonho lindo desse projeto com a Iza, que é uma pessoa que admiro, que tem uma essência linda, e a gente tem uma amizade incrível. O clipe também é uma forma de homenagear o povo cigano, que é um povo da dança, da alegria, do brilho, das cores, do ouro, um povo divertido. Tenho uma fé muito grande na força cigana. Tenho uma guia espiritual, que é uma cigana. Então é um clipe para homenagear esse povo maravilhoso e agradecer também, ao lado da minha mana Iza”, explica Aretuza. 

Fala de Iza sobre o clipe:

“Foi muito divertido fazer esse clipe com a Aretuza. A gente foi para um lugar completamente diferente. É quase como se eles tivessem criado um universo paralelo para esse clipe. Amei estar dentro dessa estética bucólica, com aquelas roupas maravilhosas, que eu acho que tem tudo a ver com o movimento e tenho certeza que os fãs vão gostar”, completa IZA.

Vejam o clipe abaixo:

[Femen] Cofundadora do grupo feminista é encontrada morta

Cofundadora do grupo Femen e ex-membro, Oksana Shachko, 31 anos, teria se suicidado no seu apartamento em Paris, segundo líder do movimento, na segunda dessa semana(23).

Oksana era uma das mais conhecidas do grupo por seu ativismo na luta contra o machismo e a igualdade de gênero, que se caracterizava como uma mulher livre nas manifestações com os seios “amostra” contra o que é exposto à sociedade movido pelo ego masculino.

“Oksane é uma das mulheres mais notáveis do nosso tempo, uma das maiores lutadoras que combateu arduamente contra as injustiças que teve de enfrentar, contra as injustiças da nossa sociedade”, disse a atual líder da organização, Inna Shevchenko, através de um comunicado no Twitter.

Oksana foi uma grande mulher, e jamais será esquecida por sua luta pelas mulheres!

💜

A ativista ucraniana Oksana Shachko durante protesto do Femen em Paris, em foto de 2012
Oksana Shachko durante protesto do Femen em Paris, 2012. (Reprodução/Google images)