– A Teoria do Caos.

Uns chamam de carma, ou destino. Outros dizem que é má sorte, desespero, ou medo. Eu chamo de lei causa e efeito. Onde uma pequenina mudança no início de um evento qualquer pode trazer consequências enormes e absolutamente desconhecidas no futuro. Por isso, tais eventos seriam praticamente imprevisíveis – um tanto caóticos. Falando assim parece algo extremamente assustador, mas não é. Um pouco só, talvez. Imagine que, no passado, você perdeu o vestibular na faculdade de seus sonhos porque um prego furou o pneu do ônibus. E você entra em outra universidade. Então, as pessoas com quem você vai conviver serão outras, seus amigos vão mudar, os amores serão diferentes, seus filhos e netos podem ser outros. No final, sua vida se alterou por completo, e tudo por causa do tal prego no início dessa sequência de eventos. Essa imprevisibilidade aparece em quase tudo, do ritmo dos batimentos cardíacos às cotações da Bolsa de Valores. Muitos falam que, o caos, é algo puramente aleatório. Mas, será tão aleatório assim? Ou ele sempre esteve ali e nós que nunca o vimos? Nunca paramos para observar os motivos que levam aos meios. Algo que, onde um simples prego pode mudar o futuro dos seus netos, não pode ser considerado como um simples aleatório. Então, segundo toda essa teoria louca, te encontrar foi algo completamente imprevisível. Intenso e rápido. Que teve um enorme impacto sobre mim.
– A Teoria do Caos.  
(via adverbio) / (Fonte: Expurgar)

[28 DE JUNHO] mais amor, por favor! | Dia Internacional do Orgulho ALGBTPQI+ 🦄🌈❤

​28 DE JUNHO – DIA INTERNACIONAL DO ORGULHO LGBT

A data foi escolhida em homenagem a Rebelião de Stonewall Inn, considerada o marco inicial do movimento de igualdade civil da comunidade LGBT no século XX. Em 28 de junho de 1969, um grupo de policiais invadiu bares frequentados por homossexuais e transexuais em Nova York, entre eles o Stonewall Inn, e prenderam diversas pessoas. Em resposta àquela ação policial, houve uma rebelião da comunidade LGBT que começou no pequeno bar da Christopher Street, que ainda existe e foi recentemente declarado monumento nacional, decisão que foi anunciada pelo presidente Barack Obama após o massacre em um outro bar também frequentado por LGBTs, também nos EUA, mas agora em Orlando e no ano de 2016. Os frequentadores de Stonewall, liderados por um grupo de lésbicas e travestis, enfrentaram a polícia, provocando uma onda de protestos que significaram o nascimento do conceito de “orgulho” LGBT. A revolta se tornou símbolo e, no ano seguinte, no primeiro aniversário desse episódio, Nova Iorque, San Francisco, Chicago e outras cidades dos EUA tiveram as primeiras paradas do orgulho LGBT do mundo.

Nascia, assim, um movimento pelos direitos civis que continua vivo quase meio século depois, num mundo que avançou muito graças a ele.

[17 de maio] Dia Internacional Contra a LGBTfobia | Love is Love ✨🌸💖

*Por LGBT ser a sigla mais conhecida representando o movimento, deixarei ela no título do post, mas acrescento aqui que para mim a melhor sigla é o acrônimo prolongado ALGBTPQI+ por incluir todo o meio.*

No dia do Combate à LGBTfobia, lembremos de Dandara e Hérica, vítimas por darem cara à tapa a sociedade em Fortaleza.

Que a luta não seja apenas hoje, mas todos os dias. Não podemos esquecer que há todo momento alguém é espancado ou morto apenas por AMAR alguém do mesmo sexo. Até quando??? CHEGA!!!

CHEGA DE PRECONCEITO!!!

Que lindo seria se todos se amassem independente da orientação sexual, sem julgamentos, apenas amar…

Amar uns aos outros.
É o que mais precisamos.

tumblr_n4uahfSeeT1tatt9co1_500

 

 

[29 DE AGOSTO] – Dia da Visibilidade de Mulheres Lésbicas e Bissexuais

SimboloLesbico.png

Em 29 de agosto de 1996 aconteceu o 1º Seminário Nacional de Mulheres Lésbicas (SENALE) no RJ, a partir de iniciativa do Coletivo de Lésbicas do Rio de Janeiro (COLERJ) pelo desejo, urgência, e luta de realizar um debate para refletirem sobre as particularidades e demandas das mulheres lésbicas.

Hoje é o dia da visibilidade de mulheres lésbicas e bissexuais. Essa data existe para deixar marcado que necessitam lutar muito pelos próprios direitos, sobretudo, o de dizer livremente que existem. Dessa forma, é fundamental a organização das mulheres lésbicas e bissexuais para falar, pensar, sentir, fazer história e lutar contra todas as opressões e violências que presenciam e sentem na pele por amarem outras mulheres. Lutando sempre contra o CIStema hétero-compulsório e machista que as violentam todos os dias, através de diversos espaços, sileciando-as e deixando-as invisiveis perante a sociedade.

“Então é melhor falar
tendo em mente que
não esperavam que sobrevivêssemos…”
Audre Lorde (feminista lésbica e negra)

post-visibilidade-les-bi-foto-marcela-mattos.jpg

[Feliz dia dos pais] – Quebrando o tabu da família padrão brasileira | Rodrigo Barbosa

​”Será quanto tempo ele vai levar a nos chamar de pais?” Essa foi a pergunta que fiz ao Gilberto no dia 29 de outubro de 2014, quando, com as pernas trêmulas de tanto nervoso, medo e ansiedade, estávamos prestes a entrar no abrigo para conhecer PH, nosso filho. 
Gil disse que em dois meses isso já seria natural. Eu fui mais otimista, disse que em um mês aconteceria. Hoje, mais calmo, menos ansioso, penso que essa conversa só aconteceu pela vontade enorme de experimentar a paternidade. Já avisados pelo juiz que ele raramente conectava com alguma facilidade, estávamos topando que a palavra tão doce só fosse dita meses depois. Ledo engano. Desde o primeiro dia ele nos surpreendeu e nos presenteou. Levou só meia hora até que, numa brincadeira de carrinhos, um deles escapoliu e ele disse, com a maior naturalidade do mundo: pega lá, papai. 
Papai Rodrigo e Papai Gilberto, como ele chamou por muito tempo, foram aprendendo com ele esse lance de ser pai. É difícil. Muito difícil. E ele ensina direitinho. Paulo mudou nossa vida. Claro que eu falo de todo aquele lado de não ser mais dono de sua própria vida, mas não foi só isso. É tão mais do que isso. Paulo é um aprendizado. A vida pra ele é leve e algo pouco sofrida. É ver o copo sempre quase cheio. Nunca vazio. É superação, acolhimento, amizade, solidariedade. Eu sou muito melhor depois dele. Meu filho, tão querido, que me fez pai. 
Parabéns, Gil. Parabéns pra gente e pra todos os pais do mundo. 
Foto de Simone Rodrigues

Via Rodrigo Barbosa

Cristãos espalhando amor na 20° Parada LGBT de São Paulo

Ao invés de espalhar mensagens de ódio aos homossexuais e propor “Cura Gay”, no último domingo alguns Cristãos foram pra Avenida Paulista com cartazes de apoio à causa gay e com mensagens de JESUS CURA A HOMOFOBIA…

image

…E também houve distribuição de “abraço” para todos. Coisa linda de se ver! 😍

image

Esse tipo de atitude me deixa bastante emocionado, pois afirmam o que tenho certeza: existem pessoas cristãs extremamente sensatas, e que sabem exatamente o quanto esses pastores midiáticos distorcem a percepção dos seus fiéis, espalhando ódio em vez de amor.

Um dos cristãos que participou desse maravilhoso momento se menifestou no facebook e fiquei sem palavras pelo que li.. Ás vezes, por falta de amor e muito julgamento ao próximo de alguns religiosos para o movimento LGBT, sentiamos como se fossemos odiados, perseguidos, excluídos da sociedade.. mas através desses jovens abençoados vemos que existem sim cristãos que sabem o que realmente é o amor pro meio LGBT, que conseguem entender que o amor é igualitário a todos! ❤🌈

image

Mais fotos desse momento maravilhoso e abençoado:

image

image

image

image

image

(PS: “- tem um olho na minha lágrima!“) ❤🌈